Projudi passará a requerer dos usuários a Autenticação em Dois Fatores

direito digital

A novidade será exigida com obrigatoriedade para todos os usuários a partir do dia 13/9

A partir do dia 2 de agosto de 2021, o sistema de Processo Judicial Digital (Projudi), sofrerá alteração no procedimento para acessar a plataforma. Com as opções de acesso para Magistrados, Servidores, Advogados, Partes e demais usuários, internos ou externos ao Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), a novidade pretende fortalecer a segurança cibernética do programa a partir da inserção do segundo fator, ou seja, o código de 6 dígitos gerado pelo celular. 

A Autenticação em Dois Fatores (2FA) nada mais é do que uma forma de identificação do usuário, que utiliza dois métodos diferentes de autenticação: combina algo que o usuário conhece (Login do Projudi e respectiva senha), com algo que o usuário possui (um smartphone Android ou iOS), que serve como TOKEN gerador de códigos. Método similar ao praticado por algumas instituições financeiras. 

A nova tela de início do Sistema Projudi solicitará a 2FA para Magistrados, Servidores, Advogados, Partes e demais usuários. No entanto, os usuários externos não serão obrigados a informar o segundo fator durante o período inicial da disponibilização do mecanismo de autenticação, tornando-se obrigatório o seu uso a partir de 13 de setembro de 2021. 

Com essa mudança, o sistema passou a ter as seguintes formas de acesso: 

1) USUÁRIOS INTERNOS DO TJPR, através da Autenticação em Dois Fatores (2FA). 

2) USUÁRIOS EXTERNOS DO TJPR, através da Autenticação em Dois Fatores (2FA). 

3) QUALQUER USUÁRIO, através da Certificação Digital A3. 

  1. Usuários internos do TJPR, tais como magistrados, analistas, técnicos, estagiários, entre outros, que possuem um Login de Rede do TJPR, válido e ativo, podem realizar o acesso na opção MAGISTRADOS, SERVIDORES e ESTAGIÁRIOS, destacado em azul. Confira o passo a passo para este procedimento clicando aqui.  
  2. Usuários externos do TJPR se enquadram como membros do Ministério Público, advogados, peritos, partes, entre outros. Na prática, todos os usuários que não possuem um Login de Rede do TJPR, válido e ativo, realizam o acesso desta maneira. Estes usuários realizam o acesso, utilizando seu CPF, na opção ADVOGADOS, PARTES. Para conferir o passo a passo do procedimento de login para usuários externos, clique aqui.  
  3. Qualquer usuário, seja ele membro interno do TJPR, ou não, poderá realizar o acesso através de um Certificado Digital A3* (ICP – Brasil) válido. Nessa forma de acesso, não será utilizada a Autenticação em Dois Fatores (2FA), pois a segurança oferecida pela Certificação Digital já é considerada satisfatória. Para realizar o acesso desta maneira, será necessário escolher a opção CERTIFICADO DIGITAL. Para saber o passo a passo de como realizar o procedimento nesta categoria, clique aqui.  

*O Certificado Digital A3 (ICP-Brasil) fica normalmente armazenado na mídia (chip) de um cartão de assinatura digital ou em um pendrive (TOKEN).  

Fique atento! 

  • O TJPR nunca ligará ou pedirá seu código de autenticação em qualquer outra situação que não seja no login dos sistemas. 
  • O Projudi será acessado exclusivamente pela sigla/senha e código de autenticação de rede, que são secretos, pessoais e intransferíveis. No caso de compartilhamento, será compartilhado também a senha de rede e dado acesso a todos os sistemas, inclusive Hércules, mensageiro, e-mail, etc. 

Passo a passo para acessar a plataforma 

O Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação (DTIC) preparou um conteúdo explicativo sobre a mudança com as principais instruções que os usuários devem seguir para acessar o sistema. Clique aqui para acessar as principais informações relacionadas ao uso da Autenticação em Dois Fatores (2FA).  

Além disso, o Departamento ainda disponibilizou um vídeo informativo sobre o método da autenticação em dois fatores e de como proceder à instalação do aplicativo no seu celular. Assista ao vídeo a seguir para saber como proceder:  

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.